Alimentação para controlar distúrbios da tireoide

0
112

Alimentação para controlar distúrbios da tireoide, você sabe o que é e qual deve ser? É exatamente sobre isso que iremos falar no artigo de hoje, sobre qual deve ser a alimentação ideal para o controle da tireoide e sobre os cuidados que você precisa tomar.

O que é tireoide? Quais os distúrbios que podem ocorrer?

A tireoide nada mais é que uma glândula que fica em nosso pescoço e possui um formato que lembra uma borboleta, é responsável pela liberação de hormônios que garantem o bom funcionamento de todo nosso organismo, pois quando alguma coisa não está muito bem em nosso corpo, ou seja, quando existe hipotireoidismo (produção que não é o suficiente para nossos hormônios) ou hipertireoidismo (produção mais que o suficiente para os hormônios), todo nosso corpo pode ser atingindo e de diferentes maneiras.

Por isso uma boa alimentação e o uso de medicação correta, sua saúde pode se manter sempre em dia, então aprenda a como ter uma alimentação saudável, baseando-se em uma dieta com alimentos saudáveis.

Infelizmente esse problema é muito comum em muitas pessoas. Segundo alguns estudos cerca de 15% das pessoas com mais de 45 anos sofrem com esse distúrbio, e realmente uma das maiores causas desse problema é a alimentação desequilibrada e nada saudável, por isso que iremos explicar melhor como deve ser uma alimentação para controlar distúrbios da tireoide.

Algas marinhas – Alimentação para controlar distúrbios da tireoide

Algas marinhas - Alimentação para controlar distúrbios da tireoide
Algas marinhas – Alimentação para controlar distúrbios da tireoide (Foto: Divulgação)

Nem todo mundo sabe ou faz questão de saber, mas as algas marinhas possuem muita riqueza em iodo e com uma quantidade considerada razoável de selênio, um dos nutrientes mais importantes para uma boa produção de hormônios pela tireoide. Sendo assim, por ser uma espécie de alimento que não é agradável para qualquer tipo de paladar muitas pessoas nem fazem questão de saber os benefícios que elas possuem, ainda mais para quem tem esse tipo de distúrbio.

Um comunicado importante é que as algas marinhas precisam ser consumidas sempre em quantidades controladas pois como o sal já é riquíssimo em iodo, quando ingerimos muitas algas pode acabar atrapalhando do que ajudando, então consuma moderadamente e apenas se tiver em falta. Quando o nosso corpo apresenta um excesso de iodo pode acabar causando o hipotireoidismo e abaixando a produção dos hormônios.

Castanha do pará – Alimentação para controlar distúrbios da tireoide

Castanha do pará - Alimentação para controlar distúrbios da tireoide
Castanha do pará – Alimentação para controlar distúrbios da tireoide (Foto: Divulgação)

A castanha do para é muito rica em selênio e ômega 3 e fornece muitos nutrientes que servem como mataria prima da fabricação de hormônios pela tireoide e recomenda-se o consumo de uma ou duas castanhas por dia. Além disso, você pode também consumir as castanhas trituradas em saldas, arroz ou em saladas de frutas.

Consuma quinoa para ajudar a controlar a tireoide

Consuma quinoa para ajudar a controlar a tireoide
Consuma quinoa para ajudar a controlar a tireoide (Foto: Divulgação)

A quinoa é muito comparada com o grão da soja, por possuir muitas fontes de proteínas vegetais. Ela é rica em cálcio, fibras, ferro, magnésio, zinco e potássio. Ganha muito destaque com esses benefícios quando o assunto é tratamento contra a tireoide, por possuir muito selênio. Recomenda-se que o consumo da quinoa seja de apenas duas colheres por semana, podendo ser adicionadas tanto em saladas quanto em shakes.

Óleo de peixe faz bem? Ele faz parte de uma alimentação para controlar distúrbios da tireoide ?

Igualmente o caso das algas marinhas, o óleo de peixe é muito rico em iodo, mas é preciso que você faça as escolhas corretas e sempre nas sardinhas, salmão e atum. Você também tem a possibilidade de encontrar esse importante nutriente em algumas opções vegetais como é o caso da chia e da linhaça. Recomenda-se o consumo de 120 gramas de óleo de peixe três vezes na semana.

Leite e todos seus derivados

Leite e todos seus derivados
Leite e todos seus derivados (Foto: Divulgação)

O leite possui muito cálcio, vitamina D, iodo e vitamina A, sendo que esses dois últimos são os principais responsáveis pelo bom funcionamento da tireoide e recomenda-se que a quantidade mínima em ser consumida é de três porções, podendo ser não só em um copo de leite mas também em seus derivados.

Gema do ovo

Gema do ovo
Gema do ovo (Foto: Divulgação)

Por fim, a gema do ovo é muito conhecida por ser antioxidante favorecendo e muito na saúde ocular, mas mesmo com uma pequena quantidade de iodo também ajuda e muito na boa produção de hormônios pela tireoide.

Sem contar que a gema do ovo possui carotenoides, que são responsáveis pela cor amarela da gema, também possui vitamina A que é outra vitamina que ajuda no controle desse distúrbio e recomenda-se o consumo do ovo, todos os dias da semana e de todas as maneiras, menos frito.

Concluindo, é importante estarmos lembrando que é preciso que você passe por uma consulta com um médico especialista na área para que possa estar orientando qual tipo de alimentação é o ideal para o seu organismo com o intuito de emagrecer com saúde. Portanto, não faça nada sem a orientação de um profissional.

Gostaram do nosso artigo? Então veja alguns artigos que irão te interessar:

Últimos posts por Julia Dias (exibir todos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui